Entrar
Comprar
Ativar Códigos

Livros Digitais

Sítio dos Miúdos

Professores

Alunos e Encarregados de Educação

Instituições

Oceanos e Internet: uma relação de interesse mútuo

O mar tem sido usado como metáfora para explicar o fenómeno da internet. Expressões como “surfar na onda digital” ou “navegar no oceano da informação” mostram que se associa a imensidão do mar aos infindáveis recursos presentes na internet. Aliás, o próprio computador Magalhães teve este nome em honra do navegador Fernão Magalhães, por se subentender que ajudaria as crianças a serem os “navegadores do conhecimento”.

LUÍS PEREIRA

Os oceanos estão objetivamente associados à internet já que umas dezenas de cabos atravessam o fundo do mar para estabelecer a ligação da mesma internet entre os vários continentes.

Portugal, sendo parte de uma península, tem no mar um dos seus maiores tesouros e, por isso mesmo, uma acrescida responsabilidade em proteger este recurso vital para a humanidade. Todos conhecemos a relevo do mar na história do país. Na história mais recente, a Expo 98, por exemplo, celebrou precisamente os oceanos.

Não obstante uma maior consciência da importância de proteger o mar, continuam a surgir vestígios da poluição, como baleias e golinhos com redes e anzóis espetados, ou o caso da tartaruga que tinha centenas de moedas no estômago.

1. Por esta altura do Dia dos Oceanos, os pais podem publicar nos seus perfis das redes sociais alguma atividade ligada ao tema, usando a hashtag #WorldOceansDay (hashtag é uma espécie de palavra-chave a ser incluída na mensagem precedida do símbolo #). Desta forma, o evento tem mais visibilidade. Um pequeno grão de areia, mas todos juntos fazem a diferença.

2. Para iniciativas mais sistemáticas, o website dedicado ao Dia dos Oceanos convida as pessoas a usar a sua plataforma para submeter eventos e, desta forma, publicitarem gratuitamente a atividade junto de possíveis interessados: www.worldoceansday.org.

3. Graças às tecnologias é possível ter novas perspetivas do mar. Há vários vídeos em 4K (altíssima definição) no YouTube das muitas praias portuguesas, mostrando uma perspetiva aérea, por serem filmados com drones. Para além disso, em algumas partes do mar, o Google Maps permite mergulhar nas águas e ver o fundo do oceano. Em ambos os casos, podemos disfrutar da beleza do mar de forma diferente.

4. Uma atividade bastante educativa é sugerir às crianças que vejam a série de animação Octonautas (vários episódios estão disponíveis no YouTube), onde se aprende sobre mútiplas espécies marinhas. No site já mencionado esta série é recomendada e existe até a possibilidade de fazer o download do Kit com materiais para colorir, entre outros recursos (em inglês).

 

 

Dúvidas?
To Top