Login

Comprar

Alunos e Pais

Professores

Instituições

Produtos relacionados

Ativar códigos

O que acrescentam os recursos virtuais à aprendizagem da língua materna

Uma forma de assinalar o dia 10 de junho é celebrando a língua portuguesa. E como é que as crianças em Portugal, e também nas várias Comunidades Portuguesas espalhadas pelos outros países, contactam e aprendem esta língua?

Na era digital em que vivemos, os mais novos podem tirar partido de ferramentas e conteúdos para as motivar a aprender a ler, a escrever e a dominar melhor a língua materna. Vários projetos, educadores, investigadores têm criado conteúdos digitais e promovido estratégias para usar os meios digitais para modernizar o ensino do português. Alguns dos argumentos a favor do uso de conteúdos e ferramentas digitais como complemento aos recursos mais tradicionais são os seguintes:

  • Livros tornam-se interativos: alguns editores escolares disponibilizam livros em formato digital, que se destacam dos tradicionais, por exemplo, por incluírem atividades e jogos de compreensão, bem como leitura animada e outros elementos visuais. O factor da ludicidade – as atividade são percebidas como um jogo, com o desafio e resultado imediato – torna a leitura mais atrativa.
  • Possibilidade de gravar a voz e testar a oralidade: através de um vídeo, um podcast ou aplicativos que permitem gravar palavras para depois testar a grafia, as crianças podem ouvir-se e ser orientadas para a importância de falar com clareza. Outras atividades mais estruturadas, como a criação de programas de rádio, permitem explorar ainda melhor este lado da oralidade.
  • Aplicações para dispositivos móveis: familiariza-se com palavras ou melhorar a grafia são algumas das atividades de apps disponíveis para dispositivos móveis. Por curiosidade, existem algumas muito populares para ajudar na aprendizagem de línguas estrangeiras, entre as quais se inclui o português.
  • Portabilidade de recursos: dicionários ou enciclopédias online são exemplos de recursos passíveis de ser consultados através do telemóvel (as crianças fora de Portugal podem, desta forma, aceder a conteúdos relevantes para aprender português). Graças aos dispositivos portáteis, podemos carregar conteúdos ou consultar na internet, muitos deles gratuitamente.
  • Produzir conteúdos: as crianças podem também ter o papel de criadores de conteúdos podendo assim praticar os conhecimentos de língua: por exemplo, ser o narrador de uma história e partilhar o vídeo ou podcast com os colegas ou familiares.

Quando os pais procuram as atividades referidas, terão de ter em atenção que os conteúdos de maior qualidade, ou a versão completa das apps, implicam quase sempre algum custo. Por outro lado, muitas vezes a variante usada é a brasileira (embora nem sempre isso seja relevante para a atividade em concreto). No entanto, quase sempre é possível explorar primeiro, o que permite fazer uma avaliação do potencial dessa ferramenta, antes de pagar.

O uso de elementos multimédia, o reforço da aprendizagem, a possibilidade de repetir as atividades são vantagens relevantes dos recursos virtuais para aprender diferentes conteúdos, a língua portuguesa incluída. Para além disso, as crianças, ao usarem estes recursos, ganham à-vontade com os meios e uma perspectiva importante das tecnologias: são ferramentas que servem para aprender. Deste modo, para além de competências de língua portuguesa, as crianças podem também reforçar a sua literacia digital e tornarem-se, assim, escribas digitais.

Luís Pereira

Voltar aos artigos
To Top

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.